Bolsonaro sugere usar fundo eleitoral em saúde e educação e recomenda: ‘Não vote em quem usa fundão’

Por Redação

O presidente da República Jair Messias Bolsonaro, defendeu nesta sexta-feira (3), a apresentação de um projeto para que os R$ 2 bilhões aprovados para o fundo eleitoral sejam destinados às Santas Casas, na reforma de escolas ou construção de pontes. O Presidente lembrou que a destinação orçamentária não foi feita por ele, e voltou a rebater críticas que tem recebido por conta da intenção, já anunciada, de sancionar a proposta do Congresso Nacional.

De acordo com Bolsonaro, não se pode creditar à ele um problema que seria dos parlamentares. O presidente ainda repetiu a justificativa para a sanção: segundo ele, um possível veto poderia ser caracterizado como crime de responsabilidade, resultando em um impeachment.
“Quem não quer o fundo, tinha que ter brigado lá atrás. Agora, eu estou vendo uma campanha na internet, ‘não vote em quem usa o fundão’”, disse, sob aplausos de apoiadores. “Eu não quero briga com o parlamento, eu quero solução para o Brasil”, prosseguiu.
Nas redes sociais, Bolsonaro fez uma enquete, perguntando se ele deveria vetar ou não o fundo eleitoral. Boa parte dos apoiadores tem defendido o veto.

Com informações da Jovem Pan

You may also like