Confiança do empresário é a maior dos últimos oito anos

O Índice de Confiança do Empresário Industrial Goiano – ICEI de novembro aumentou 9 pontos na comparação com outubro/18, chegando a 63,7 pontos. Lembrando que conforme a metodologia da pesquisa, o índice varia de 0 a 100, e resultados acima de 50 pontos revelam aumento na confiança empresarial. Na comparação com novembro/17, o aumento foi de 6,5 pontos. O resultado atual é o maior desde março de 2011, quando o ICEI alcançou 65,5 pontos.

A variação do índice na comparação com o mês anterior foi a maior desde o início da série histórica (2011). Esse aumento na confiança empresarial foi revelado por todos os portes pesquisados, sendo mais intenso para as empresas de grande porte, que apresentaram ICEI em 66,2 pontos, avanço de 10,5 com relação ao mês anterior.

As empresas de médio porte aumentaram em 8 pontos seu ICEI, chegando a 59,9 pontos. Já o aumento do ICEI das empresas de pequeno porte foi de 7,2 pontos, alcançando 62,8 pontos em novembro/18.


Esse aumento na confiança é reflexo da melhora das condições atuais de negócios e das expectativas para o futuro próximo. O Indicador de Condições, que mede as condições atuais de negócios comparadas com os últimos seis meses, aumentou 5,1 pontos na comparação com outubro/18, o que demonstra significativa melhora nas condições de negócios na visão dos empresários goianos. O resultado atual, 51,9 pontos, levou o indicador acima da linha dos 50 pontos, fato que não era observado desde maio/18.

Influenciando ainda mais o bom resultado do ICEI, o Indicador de Expectativas, que mede as perspectivas para os próximos seis meses, chegou a 69,6 pontos, aumento de 10,8 pontos na comparação com o mês anterior e 9,2 comparando com novembro de 2017. O resultado de novembro/18 é o maior desde março de 2011 (70,7 pontos).

Nacionalmente, a confiança empresarial foi a mais alta dos últimos oito anos, chegando a 63,2 pontos em novembro. Vale destacar que a última vez que o índice passou os 60 pontos foi em março de 2011.

Depreende-se de tais resultados uma sinalização da consolidação da retomada da confiança empresarial, tanto no âmbito regional quanto nacional, que vinha sendo influenciada, principalmente, pelas incertezas políticas.

O otimismo dos empresários é resultado da melhora da avaliação das condições atuais dos negócios e das expectativas sobre o desempenho das empresas e da economia nos próximos seis meses. Esta edição do ICEI foi feita entre 1º e 14 de novembro com empresas goianas de pequeno, médio e grande porte.

Fonte: FIEG 

You may also like