Escândalo na UEG: Sai condenação de envolvidos em desvio de dinheiro da Universidade

Da Redação

O Núcleo Processual do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO), do Ministério Público de Goiás, tomou ciência da condenação dos ex-reitores da Universidade Estadual de Goiás, José Izecias e Luiz Antônio Arantes e do ex-defensor-geral do Estado e advogado João Paulo Brzezinski pelos crimes de formação de quadrilha, peculato e lavagem de dinheiro, no âmbito a Operação Boca do Caixa. Deflagrada pelo MP-GO em dezembro de 2012, a operação apurou desvios de recursos públicos da instituição de ensino ocorridos em 2006, às vésperas das eleições daquele ano.

Também, foram condenados Carlos Roberto Silva, servidor comissionado da universidade; Paulo Henrique Sahium, tecnólogo em processamento de dados e Francisco Afonso de Paulo, ex-coordenador de contratos e convênio da UEG.

O ex-prefeito de Anápolis, Pedro Sahium, irmão de Paulo, foi absolvido. Na decisão, a juíza Bianca Melo Cintra condenou os réus a penas que variam de um a sete anos. “Os denunciados, quando de seus interrogatórios, negaram a prática delitiva. Contudo, há prova suficiente de que os réus, por meio de vantagem adquirida ilicitamente, dissimulavam a origem dos valores oriundos do delito perpetrado em detrimento da administração pública”, afirmou a magistrada. 

You may also like