“Começo do fim desses dias tenebrosos”, diz Lincoln Tejota sobre o primeiro dia de vacinação contra Covid-19 em Goiás

Em Anápolis e Goiânia, mulheres dos grupos de risco receberam as primeiras doses da vacina

Por Redação

A vacinação contra a Covid-19 em Goiás começou nessa segunda-feira (18), imunizando duas mulheres em Anápolis e Goiânia. “Esse dia ficou marcado como o começo do fim desses dias tenebrosos que os goianos – e o mundo inteiro – vêm enfrentando nos últimos meses”, disse o vice-governador Lincoln Tejota. 

A pessoa escolhida para receber a primeira vacina em Goiás foi Maria Conceição da Silva, de 73 anos, que mora no Abrigo dos Velhos Professor Nicephoro Pereira da Silva, em Anápolis. 

De acordo com as recomendações do Ministério da Saúde, os idosos que vivem em instituições de acolhimento são prioridade nesta primeira fase da campanha de vacinação. “Quando todos estiverem imunizados, será uma alegria para mim. Só eu não”, disse a primeira goiana a receber a CoronaVac. 

Após a aplicação, feita pelo próprio governador Ronaldo Caiado, a idosa recebeu um certificado que lhe garante a segunda dose da vacina. “Sou o único governador médico, então essa prerrogativa garante que eu seja o único que pode vacinar”, brincou Caiado. 

Logo depois, o vice-governador Lincoln Tejota acompanhou a comitiva do Governo de Goiás até o Hospital de Campanha de Goiânia (HCamp), onde foi feita a segunda imunização. O diretor-geral do Hospital, o médico infectologista Guillermo Sócrates, disse ao vice-governador que a funcionária eleita para receber a CoronaVac é uma das mais queridas pelos funcionários e pacientes.

E a escolhida foi a técnica de enfermagem Paulete Santos, de 50 anos, que desde o início da pandemia está atuando na linha de frente, atendendo os pacientes infectados pelo coronavírus. Ela também foi imunizada pelo governador Ronaldo Caiado. “Sou ortopedista, mas tenho a mão leve”, descontraiu Caiado. 

A técnica de enfermagem recebeu uma das 77.549 doses destinadas aos trabalhadores da área da saúde de Goiás. Esse número foi definido pelo cronograma da primeira fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a Covid-19, elaborado pelo Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com o cronograma, das 87.172 doses que foram repassadas para Goiás, 8.828 devem ser aplicadas em pessoas com 60 anos – ou mais – institucionalizadas, ou seja, que vivam em abrigos ou asilos. Outras 475 devem ser distribuídas entre pessoas com deficiência institucionalizadas e 320 serão aplicadas na população indígena que vive em terras indígenas.

 O Estado de Goiás está entre os dez primeiros estados que receberam a carga distribuída pelo Governo Federal. Os primeiros voos que partiram de São Paulo para o Distrito Federal e outros estados como: Acre, Amapá, Amazonas, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima e Santa Catarina

You may also like