Na abertura da Expo Anápolis, Ubiratan Lopes diz que cidade é ponta de lança do desenvolvimento de Goiás

Presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Goiás discursa na abertura da exposição, que acontece no Centro de Convenções de Anápolis até sábado, 31

Da Redação

Em discurso na abertura da Expo Anápolis, na noite de quarta-feira, 28, o presidente do Conselho Deliberativo Estadual do Sebrae Goiás, Ubiratan da Silva Lopes, disse que a cidade é a ponta de lança de Goiás, primordial para o desenvolvimento de uma ampla região.

O evento é uma iniciativa da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia) e acontece até sábado, 31, no Centro de Convenções de Anápolis. O Sebrae é um dos principais apoiadores da Expo Anápolis.

Empresário em Anápolis, ex-presidente da Acia, e atual presidente da Facieg (Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás), Ubiratan lembrou que a primeira feira local da indústria, realizada em 1969, trazia empresas que hoje exemplificam a evolução da cidade.

“Há 50 anos era exposta uma empresa que na época fabricava carroças. De lá para cá Anápolis evoluiu, graças ao seu povo guerreiro”, destacou.

E segundo o presidente do Sebrae, esse pioneirismo anapolino deve ser honrado nos dias de hoje a partir da união de todos. “As entidades estão ao lado dos governantes propondo uma via de mão dupla visando o crescimento”.

Ubiratan Lopes disse ainda que vê o cenário futuro como promissor, graças às reformas que estão acontecendo em Brasília, e lembrou do papel das micro e pequenas empresas para alavancar a economia nacional.

Ele ressaltou que o Sebrae tem cuidado desses setores, com recursos da iniciativa privada, e são os micro e pequenos que estão mantendo o mercado de trabalho com saldo positivo, como ocorreu no primeiro semestre de 2019.

Segundo Ubiratan, foram 437.620 empregos formais criados no país neste ano. Desse total, 8750 foram abertos pelas médias e grandes empresas. “Façam as contas: retirando esses 8 mil empregos, o restante veio das micro e pequenas”.

Por esse motivo, prosseguiu o presidente, é fundamental que o segmento tenha o devido incentivo. E um evento como a Expo Anápolis, reafirmou, cumpre esse papel, de fomentar diversos setores, servir de vitrine para o restante do Brasil e garantir que a cidade consolide sua força econômica.

Orgulho

O presidente da Acia, Álvaro Dantas Maia, disse que se sentia orgulhoso pela entidade encabeçar a retomada de um evento voltado para a indústria e comércio, dez anos depois da última feira do tipo. Ele também agradeceu o apoio dado pelo Sebrae à Expo Anápolis, através do presidente Ubiratan Lopes.

Álvaro também falou sobre a primeira Faiana, em 1969, que também teve participação da Acia, demonstrando o pioneirismo da entidade no que diz ao apoio ao setor produtivo. “Esse evento só acontece pelo apoio dos parceiros”, completou.

Alavanca

Em seu discurso, o governador Ronaldo Caiado (DEM) disse que a Acia é uma alavanca para a economia e que a Expo Anápolis cumpre o papel de colocar no mesmo espaço empresas interessadas em mostrar suas experiências positivas, fomentar o desenvolvimento.

Ele comentou sobre o acordo firmado com a Enel para investimentos no setor energético goiano e salientou que o setor produtivo não pode ser inviabilizado por falta de eletricidade.

Em relação a Anápolis, Caiado anunciou que estava autorizando a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego) a utilizar 800 mil metros quadrados da área destinada à Plataforma Logística Multimodal para abrigar novas empresas, já que o Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) não tem mais condições de expansão.

Presenças

A solenidade de abertura da Expo Anápolis contou também com a presença do prefeito de Anápolis, Roberto Naves (PTB); os deputados estaduais Amilton Filho (SD), Coronel Adailton (PP) e Chico KGL (DEM); o presidente da Câmara Municipal de Anápolis, Leandro Ribeiro (PTB); os secretários estaduais Wilder Morais (Indústria e Comércio), Adriano Rocha Lima (Desenvolvimento Econômico e Inovação), Pedro Sales (Codego) e Rivael Aguiar (Goiás Fomento); Pedro Alves, da CNI, e José Alves Filho, da Adial; presidente da Fieg, Sandro Mabel; o comandante da ALA 2, coronel aviador Antônio Marcos Godoy Soares Mioni Rodrigues; e a ex-senadora Lúcia Vânia.   

Sobre a Expo Anápolis

De acordo com a Acia, a Expo Anápolis tem o objetivo de ser a maior feira multissetorial do Centro-Oeste brasileiro. Ela conta com a participação das empresas de Anápolis e região. Nessa primeira edição são 104 estandes montados no Centro de Convenções de Anápolis.

A Expo Anápolis trata-se de um evento com objetivo de realização de negócios, lançamento de produtos, conquista de novos clientes, divulgação e promoção do potencial econômico da Anápolis e do Estado de Goiás.

You may also like