Presidente visita sede do Comando de Operações Especiais em Goiânia

Entre as atividades, houve desfile de tropa, demonstrações e o Bolsonaro pode entrar no simulador de queda livre

Da Redação

O presidente da República Jair Bolsonaro, visitou o Comando de Operações Especiais (COpEsp) em Goiânia, nesta sexta-feira (26). Ele foi recebido pelo Comandante de Operações Especiais, general Mario Fernandes, e pelo governador de Goiás, Ronaldo Caiado.

Na formatura em sua homenagem, o presidente falou do período que serviu o Exército e agradeceu os militares. “Que todos possam bem cumprir a sua missão. Desafios sempre teremos, mas a nossa união dirá que nós seremos vitoriosos para o bem do nosso Brasil. Muito obrigado a todos vocês. Obrigado por existirem. Juntos, além de cumprirmos a missão, colocaremos o Brasil no local de destaque que ele merece”, disse.

Anúncio

Durante a visita, Bolsonaro teve a oportunidade de acompanhar o desfile da tropa, demonstração de salto, a execução de tiros com armamentos do COpEsp e demonstração de entrada tática. No momento da demonstração de voo,  presidente foi convidado a participar do simulador de queda livre, que é um dos dois únicos túneis de vento militar do mundo. No final, o presidente ainda passou por uma exposição de materiais e armamentos do Exército Brasileiro.

Operações especiais

Criado em 2002, o COPESP é uma das grandes unidades operacionais do Exército Brasileiro e está subordinado ao Comando Militar do Planalto (CMP), estando vinculado, para fins de preparo e emprego, ao Comando de Operações Terrestres (COTER) em Brasília. A tropa tem elevado nível de treinamento, com condições de atuar rapidamente em qualquer parte do mundo. Entre suas ações mais conhecidas estão a missão brasileira no Haiti e a ocupação das comunidades da Maré e do Alemão no Rio de Janeiro.

O primeiro curso de operações especiais do Brasil, no entanto, é bem mais antigo. Ocorreu entre 1957 e 1958, reunindo instrutores especialistas de diversas áreas, tanto militares quanto civis. Um deles foi o lutador de jiu-jitsu brasileiro Hélio Gracie. O instrutor-chefe desse curso pioneiro foi o major paraquedista Gilberto Antônio Azevedo Silva, pai do ministro da Defesa, Fernando Azevedo. “Ele é o pioneiro das Forças Especiais. Para mim, voltar aqui, rever a materialização da vida que ele dedicou numa estátua em homenagem a ele, é muito emocionante para mim”, comentou o ministro.

 Foto: Isac Nóbrega/PR

Com informações do Planalto.gov.br

You may also like