Convênio garante quase R$ 7 milhões em equipamentos para segurança penitenciária

Solenidade marcou posse do diretor da Dgap, coronel Wellington Urzêda

O Governo de Goiás, a Secretaria de Segurança Pública (SSP-GO) e a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (Dgap) apresentaram na tarde desta sexta-feira, dia 15, novos equipamentos e materiais de segurança que serão distribuídos nas unidades prisionais das nove regionais da administração penitenciária.

Os materiais, obtidos a partir de investimentos de quase R$ 7 milhões, foram adquiridos por meio de convênio com o Ministério da Justiça, via Departamento Penitenciário Nacional (Depen), para garantir melhores condições na execução de Procedimentos Operacionais Padrões dentro dos presídios goianos.

De acordo com o governador do Estado, Ronaldo Caiado, o novo armamento adquirido, somada à qualidade do serviço prestado pelos servidores do sistema prisional, vai contribuir para diminuir o índice de criminalidade nos presídios e, consequentemente, nas ruas. “Meus parabéns pelo nível que vocês estão atingindo hoje, sendo considerados um grupo que é exemplo para todo o País”, disse.

Caiado afirmou também que pretende ampliar o quantitativo de servidores formados em grupos operacionais penitenciários. “Espero ampliar, e muito, esse número que faz parte dessa elite dos agentes penitenciários e que tanto a população de Goiás reconhece e lhe deve pela capacidade de ação de cada um dos senhores”, frisou.

O secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, reforçou, na ocasião, a importância de se combater a criminalidade nos presídios, a fim de garantir melhores condições de segurança à população nas ruas. “O maior problema da violência no Brasil está dentro dos portões dos presídios. Temos trabalhado incessantemente, melhorando a qualidade do enfrentamento da violência, da criminalidade nas ruas e cuidando também do nosso sistema prisional”, disse.

Entre os equipamentos resultantes do convênio, estão armas de fogo, capacetes balísticos, munições, máscaras de gás, aparelhos de inteligência penitenciária, uniformes para servidores e colchões a serem distribuídos para as unidades prisionais.

Posse do Dgap
A solenidade marcou ainda a posse do diretor-Geral da Dgap, coronel Wellington Urzêda, frente à administração do sistema prisional goiano.

Urzêda ressaltou que aceitou o desafio de assumir a responsabilidade sobre o sistema prisional goiano porque acredita que o combate à criminalidade dentro dos presídios é possível. “Tudo tem solução. Através das nossas superintendências, vamos levar todas as oportunidades para as pessoas que querem ser reincluídas na sociedade”, destacou

O coronel falou também sobre a previsão de aumento de vagas para reeducandos em Goiás, a partir da entrega de novos presídios em 2019. “Estamos com 1,2 mil vagas para serem liberadas com a ajuda do governador. Vamos ter que ir a Brasília, para, ainda neste ano, entregar vagas no Entorno, em Planaltina, em Novo Gama e Águas Lindas. Os desafios são muitos, enormes, mas nós aceitamos”, concluiu o Diretor-Geral.

Urzêda é graduado em Direito e pós-graduado em Gestão Pública e em Direito Constitucional e Administrativo.

Entre as principais funções exercidas como oficial superior, o Diretor-Geral já foi comandante de missões especiais, comandante do Batalhão de Rotam, comandante do 22º Batalhão da Polícia Militar, assistente policial militar da Assembleia Legislativa de Goiás, Comandante do Batalhão de Operações Especiais e assessor militar do Tribunal de Justiça.

Com informações da DGAP

You may also like