Anápolis sai na frente no projeto de parques tecnológicos

Estrutura já existente, logística e interatividade fazem a diferença no programa do Governo Estadual

Por Portal Anápolis

Tendo como meta principal fomentar o espírito de inovação existente em Goiás, ligado diretamente aos avanços sociais e econômicos do Estado, o Governo Estadual lançou, na última segunda-feira, dia 24, o Programa de Desenvolvimento Regional por Intermédio dos Parques Tecnológicos. O evento aconteceu no auditório “Mauro Borges”, com a presença de prefeitos, parlamentares, reitores e secretários de Estado. O programa tem como objetivo fomentar a pesquisa aplicada a partir de parcerias entre o poder público, instituições de ensino e empresas.

Foram apresentados, para a primeira parte do projeto, cinco parques tecnológicos. Eles serão desenvolvidos em Goiânia; Aparecida de Goiânia; Anápolis, Cidade Ocidental e Rio Verde. Cada unidade respeitará a tradição existente na região de atuação, fortalecendo suas características.

Anúncio

E, Anápolis já sai na frente por uma sucessão de fatores. O principal deles é, indiscutivelmente, o espírito empreendedor da população. Depois, a sistematização da proposta econômica, que tem como âncora principal a ACIA (Associação Comercial e Industrial de Anápolis) que, historicamente, lidera movimentos dessa natureza.

O Município conta, ainda, com mão de obra qualificada, várias escolas de nível superior, um parque industrial de fundamental importância para o Centro Oeste e uma série de outros elementos positivos.  Ao projeto, se juntam a Prefeitura Municipal; Câmara de Vereadores; Câmara de Dirigentes Lojistas, sindicatos patronais e outras forças representativas.

E, nesta fase, o elemento principal da proposta é o encaminhamento da concretização do COMDEFESA, que, desde o ano passado, dá seguros passos para transformar as economias de Anápolis e de Goiás, com a atração de investimentos oficiais (Força Aérea Brasileira) e da inciativa privada (com várias empresas já interessadas em se instalarem na Cidade), o que alimenta a ideia de se criar um novo nicho econômico para o Estado.

O Presidente do COMDEFESA, empresário Anastácios Apostolos Dagios, disse que o Governo do Estado já sinalizou para o apoio incondicional à criação do Parque tecnológico, inclusive por autorizar a cessão de espaço na estrutura do Centro de Convenções de Anápolis (que, também, será administrado através da ACIA, conforme já autorizado pelo Governo Estadual), para o início imediato da implantação do referido parque. Isto ocorre enquanto que, nas outras cidades, os projetos, ainda, se encontram na estaca zero. 

Apoio governamental

O Governador Ronaldo Caiado disse que, estimular a estruturação dos parques tecnológicos vai trazer bons frutos para Goiás. Ele assegura que a intenção é de se “sair da fase das ideias até que isso possa se concretizar, não só apenas como startups, mas como empresas que passam a ser uma referência em suas áreas”. Outro apoiador incondicional do Parque Tecnológico de Anápolis é o Secretário de Estado da Indústria e Comércio, Wilder Morais.

O Presidente da Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática no Senado da República, senador Vanderlan Cardoso parabenizou a iniciativa do Governo de Goiás e defendeu a união em prol do investimento na área. Ele é um dos maiores incentivadores do COMDEFESA e do Parque Tecnológico de Anápolis. Prometeu que vai dar todo o suporte na esfera federal para que Anápolis tenha seu projeto iniciado o mais breve possível. Sob o aspecto legal, parlamentares municipais, estaduais e federais terão papel essencial na estruturação do programa, já que vão trabalhar na captação de recursos, via emendas parlamentares. Vanderlan Cardoso lamentou que, no Brasil, os investimentos nessa área, ainda, sejam pequenos, se comparados à Alemanha, por exemplo, que anunciou 160 bilhões de euros na área de pesquisa pelos próximos 10 anos. Mas, disse estar otimista, por acreditar no Governador Ronaldo Caiado e no Governo Federal, na pessoa do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Marcos Pontes.

Também, incentivador da proposta, o Prefeito de Anápolis, Roberto Naves, falou que, no que depender de seu governo, o Parque Tecnológico do Município será o primeiro a funcionar e o mais dinâmico de toda a grade. Naves disse entender a importância da tecnologia a serviço da economia, principalmente em uma cidade como Anápolis, onde a indústria de ponta, em diversas vertentes, tem sido o diferencial da sustentação econômica de Goiás. Roberto Naves assegurou estar totalmente integrado ao projeto.  

Anúncio

You may also like