Banco de alimentos: Prefeitura doa 28 toneladas de frutas e legumes todo mês

Alimentos, ainda, em condições de consumo e que eram jogados fora, agora, têm outra destinação

Da Redação

Toneladas de alimentos em bom estado de conservação e, ainda, próprias pra o consumo humano, mas que, antes, eram destinadas ao Aterro Sanitário, ou, ao tratamento de animais, hoje são reaproveitadas e fazem parte do cardápio de milhares de pessoas em Anápolis. Trata-se de uma iniciativa da Prefeitura, via Secretaria de Desenvolvimento Econômico, que faz a separação de gêneros alimentícios (verduras, legumes, frutas e outros produtos vendidos no Mercado do Produtor) e os distribui a organizações não governamentais e/ou famílias de baixa renda, devidamente cadastradas no Banco de Alimentos.

Pra se ter uma ideia, em março, foram quase 30 toneladas de gêneros distribuídas, o que equivale a quase mil quilos diariamente. São produtos inspecionados por técnicos e nutricionistas, e que não oferecem qualquer risco para a saúde de quem os consome. É que, por conta de algumas pequenas avarias, amassados, minúsculas brocas e outros defeitos quase que imperceptíveis, mas que não são aceitos no mercado consumidor, tais alimentos eram descartados e jogados fora.

Hoje, quase 60 instituições (creches, asilos, abrigos, orfanatos e afins) recebem partidas regulares desses produtos que enriquecem o cardápio e melhorarem a nutrição dos beneficiários. Cerca de 800 outros cadastrados recebem suas cestas regularmente, o que, em grande parte das vezes, significa o complemento da alimentação básica. “São produtos excelentes, frutas novas com pequenos estragos superficiais, são leguminosas, batatas, cenouras, berinjelas e muitos outros produtos que a gente consome sem qualquer receio”, disse Maria Regina, uma das beneficiárias.  A ideia, segundo o Gabinete Municipal, é ampliar-se este projeto social que é tido como de grande importância para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

You may also like