“Crise no Huana tem sobrecarregado a urgência e emergência do município”, disse Jean Carlos

Da Redação

O líder do PTB na Câmara Municipal de Anápolis, vereador Jean Carlos, usou a tribuna da casa para demostrar sua preocupação em relação ao fechamento de leitos no Hospital Estadual de Urgências de Anápolis Dr. Henrique Santillo (Huana), o que vem sobrecarregando o sistema municipal de saúde, principalmente a UPA da Vila Esperança.

O hospital de urgências vive hoje uma transição. A Fundação de Assistência Social de Anápolis (Fasa), deixará a gestão da unidade. O Governo de Goiás, então, terá que abrir concorrência pública para escolher uma nova O.S. para gerir o hospital.

Mas antes mesmo de isso ocorrer, o Huana já tem deixado leitos ociosos, embora a demanda seja grande.
“A gestão municipal fica comprometida e refém dessa situação. A UPA não está suportando. É culpa da administração municipal? Não é. Infelizmente a diminuição no atendimento no Huana e na Santa Casa, compromete todo o sistema”, discursou o vereador.

Jean Carlos lembrou que havia em Anápolis a expectativa de aumento do número de leitos no Huana, com a ampliação da unidade, mas o que se vê é a redução gradativa. Segundo ele, as deficiências no Hospital de Urgências serão sentidas não só em Anápolis, mas em toda uma região.

O vereador frisou lei de sua autoria, promulgada em 28 de fevereiro, que obriga a Secretaria Municipal de Saúde a disponibilizar dados relativos ao número de leitos de UTI em Anápolis, quantos estão ocupados, vagos, em manutenção e desativados.

Segundo Jean Carlos, trata-se de uma lei que busca a transparência, essencial no que diz respeito ao poder público, mas a situação atualmente é mais complexa com a crise no Huana. “É preciso aprofundar nas consequências e motivos dessa situação”, comentou, reforçando a necessidade de uma reunião com o secretário estadual de Saúde, Ismael Alexandrino Júnior.

Fonte: Ascom/Câmara

You may also like