Limpeza urbana: Vereador diz que Anápolis tem boa estrutura de tratamento dos resíduos sólidos

Da Redação

O vereador Lisieux José Borges (PT), discursou na tribuna do Plenário para falar sobre o trabalho que o Município realiza com objetivo de adequar a cidade no que diz a Política Nacional de Resíduos Sólidos. “Todos sabem que, ao longo do meu mandato, trago assuntos referentes a essa questão porque realmente é uma área que me interessa bastante e tenho acompanhado com afinco o que é desenvolvido na Cidade para essa adequação”, pontuou o vereador.

Lisieux focou, principalmente, no que foi feito em relação ao descarte de lixo em Anápolis. Ele destacou que a Cidade tem um aterro sanitário que serve de modelo de projeto para municípios de vários estados brasileiros. “Com frequência a cidade recebe visitantes que querem conhecer como é o funcionamento do nosso aterro. Estudantes de Brasília, por exemplo, estiveram no local para entender como é a dinâmica de recolhimento de lixo no espaço”, contou.

Lisieux Borges, que é engenheiro, citou que para aumentar a vida útil do aterro foi determinado critérios de cobrança para os despejos de construção civil que inclui a cobrança de uma taxa as prestadoras de serviço que recolhem esse material. “Antes as caçambas despejavam o lixo no aterro e não tinham comprometimento com o espaço. Empresa que tem lucro com esse serviço e que nada devolviam ao município”, comentou. E, acrescentou que “é preciso aumentar a cobrança das empresas que vendem produtos com material de difícil degradação. Fazer cumprir a lei. Aumentar os pontos de recolhimento de pilhas, baterias, filtros de óleo, por exemplo, para evitar o descarte irregular desses produtos no aterro sanitário. O momento de aumentar essas discussões é agora com a previsão de atualização do Código Ambiental do município. Vamos acompanhar os debates e dar a nossa colaboração nesse sentido”, concluiu.

You may also like