Modernidade: SAMU de Anápolis passa a contar com aviões para salvamentos

Trata-se de uma parceria entre Prefeitura e Corpo de Bombeiros

Da Redação

A Prefeitura, via Secretaria Municipal de Saúde, e o Corpo de Bombeiros do Estado desenvolvem um projeto que vai permitir o emprego de aeronaves (helicópteros e outros aviões) em atendimentos de urgência e emergência, prestados pelo SAMU. A proposta foi discutida entre o comandante geral do Corpo de Bombeiros, coronel Dewislon Mateus, e o prefeito Roberto Naves.

O objetivo é ampliar a parceria positiva que já existe entre a Secretaria Municipal de Saúde e o Corpo de Bombeiros, corporação e oferecer esta modalidade de resgate que tem salvado inúmeras vidas. Anápolis será a terceira cidade goiana a contar com o serviço aeromédico do Corpo de Bombeiros e SAMU. Com essa expansão o resgate, que já é executado por Goiânia e Aparecida de Goiânia, atenderá a, praticamente, todo o Estado conforme a região de cobertura das bases operacionais.

Funcionamento

O atendimento será feito por dois helicópteros e um avião. As aeronaves, inclusive, se revezarão das cidades bases. Em Anápolis, o centro de pouso dos helicópteros será o pátio do SAMU e, do avião, o Aeroporto Civil.

Como contrapartida, Anápolis cederá médicos e enfermeiros do próprio efetivo do SAMU que farão o atendimento às vítimas nessa modalidade. Cada resgate terá como tripulação dois pilotos, um médico, um enfermeiro e um técnico de enfermagem. O convênio já está em elaboração.

Objetivos

Com esse convênio, será possível transportar pacientes graves com maior agilidade e impactar, de forma positiva, no prognóstico dos mesmos para salvar um maior número de vidas. Em janeiro último, a Prefeitura renovou toda a frota do SAMU, composta por duas ambulâncias de suporte avançado e quatro de suporte básico, além de duas motolâncias.  As ambulâncias antigas continuam sendo utilizadas no transporte sanitário e, após autorização do Ministério da Saúde, poderão servir, também, para a remoção de pacientes que não sejam casos de alta complexidade.  A renovação da frota foi um pré-requisito para outra novidade que é a ampliação do SAMU de Anápolis. O projeto, já aprovado pelo Ministério da Saúde e publicado no Diário Oficial da União, vai destinar mais duas ambulâncias para Anápolis, uma para Pirenópolis e a criação de uma base descentralizada em Corumbá, com duas viaturas – uma de suporte básico e outro avançado.  É importante ressaltar que estes municípios integram a Central de Regulação em Anápolis que, ainda, atende a Alexânia; Abadiânia; Campo Limpo de Goiás; Gameleira de Goiás; Goianápolis; Terezópolis de Goiás; Cocalzinho de Goiás, Padre Bernardo e Mimoso de Goiás, totalizando cerca de 490 mil habitantes.

You may also like