Prefeitura inaugura Ambulatório de Saúde Mental no Jundiaí

No local será atendido crianças, adolescentes, adultos e idosos com transtornos mentais leves e moderados

Por Portal Anápolis

Foi inaugurado na última quarta-feira, (10), o Espaço Florescer – Ambulatório de Saúde Mental, que pela primeira vez, tem espaço próprio para funcionamento. A data de 10 de outubro foi escolhida para comemorar o Dia Internacional da Saúde Mental.

De acordo com o prefeito Roberto Naves, investimentos em espaços como esses garantem um atendimento mais humanizado para a população. “Investimos na criação de espaços como este que garantem um atendimento humanizado e de qualidade”, disse o prefeito Roberto Naves no evento. O ambulatório antes, funcionava apenas como um espaço de apoio dentro de outras unidades da área da saúde. A secretaria de saúde investiu na contratação de profissionais e criou o modelo de ambulatório próprio, que já está em funcionamento.

Diferente dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) que são definidos por perfis, o ambulatório atende cerca de 900 pacientes por mês entre crianças, adolescentes, adultos e idosos com transtornos de grau leve e moderado. “É um local próprio para esse tipo de atendimento, e compõe a rede de saúde mental, junto com os Caps”, explicou o secretário municipal de Saúde, Lucas Leite.

São oferecidas consultas com psiquiatras, acompanhamento psicológico individual e coletivo para adultos e crianças, terapia ocupacional para o público infantil, acolhimento de enfermagem, grupos de relaxamento e psicoeducativos, atendimento familiar e visitas domiciliares.

A equipe é composta por oito psiquiatras, cinco psicólogos, uma enfermeira, dois técnicos de enfermagem, um terapeuta ocupacional e administrativo. Todos os pacientes atendidos pelo ambulatório, devem ser encaminhados pelas unidades de saúde. “É um ambiente que favorece a evolução do tratamento. Temos todo o aparato necessário para o atendimento”, contou a coordenadora do Ambulatório, Patrícia Jorge.

Segundo o gerente de Saúde Mental da Secretaria Municipal de Saúde, Marco Aurélio Silva Lima, o objetivo do ambulatório é ofertar atendimento biopsicossocial à população de forma igualitária, em conjunto com a rede de atenção à saúde de acordo com os princípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde (SUS).

Saúde mental

Em Anápolis, a rede de atenção à saúde mental do município possui três unidades do Caps e o Espaço Florescer – Ambulatório Municipal de Saúde Mental -, que trabalham mediante encaminhamento das unidades de saúde. O Centro de Apoio Psicossocial da Infância e da Adolescência – Caps e Crescer, atende crianças e adolescentes que possuem algum tipo de transtorno mental. A unidade conta com psiquiatras, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, enfermeiros e técnicas de enfermagem.
Essa mesma equipe multidisciplinar é encontrada nos Caps AD Viver, Vidativa e Espaço Florescer. Os Caps são serviços da Rede de Atenção Psicossocial destinados a prestar atenção diária a pessoas com transtornos mentais. As unidades oferecem atendimento à população, realizam o acompanhamento clínico e a reinserção social dos usuários pelo acesso ao trabalho, lazer, exercício dos direitos civis e fortalecimento dos laços familiares e comunitários.

Ainda atendem aos usuários em seus momentos de crise e apoiam na busca de independência e responsabilidade para com seu tratamento. Os projetos desses serviços, muitas vezes, ultrapassam a própria estrutura física, em busca da rede de suporte social, potencializadora de suas ações, preocupando-se com a pessoa, sua história, sua cultura e sua vida cotidiana.

Com informações da Assessoria de Comunicação Foto: Bruno Velasco – Dircom

You may also like