Finais da Libertadores são adiadas em uma hora e não terão torcida visitante

Os presidentes de River Plate, Rodolfo D’Onofrio, e Boca Juniors, Daniel Angelici, informaram nesta segunda-feira que as duas partidas da final da Taça Libertadores, entre as duas equipes, serão disputadas às 17h (local, 18h de Brasília), uma hora depois do previsto anteriormente, sem a presença de torcedores visitantes.

O anúncio foi feito durante uma entrevista coletiva realizada na sede da Associação do Futebol Argentino (AFA), na qual o presidente da entidade, Claudio Tapia, leu um comunicado assinado por ele e pelos mandatários dos dois clubes envolvidos.

No texto, o trio argumenta que embora a presença dos de torcedores dos dois times represente um atrativo extra para os jogos, a medida foi adotada para evitar o que os dirigentes chamaram de inconvenientes e para que a capacidade máxima dos estádios seja usada.

Angelici e D’Onofrio agradeceram o interesse do presidente da Argentina, Mauricio Macri, em fazer as finais com as duas torcidas e convidaram os fãs de futebol a “viver as partidas com paixão, mas em paz” e sabendo que os clubes são “rivais e não inimigos”.

Boca e River se enfrentarão no próximo sábado, em La Bombonera, às 17h (local, 18h de Brasília). A volta será disputada no próximo dia 24, no estádio Monumental de Nuñez, no mesmo horário.

*Com informações da Agencia EFE

You may also like