Alta tecnologia empregada na conservação de estradas

A Prefeitura mantém o bom estado de sua malha viária com equipamento e pessoal altamente qualificados

Por Portal Anápolis

As estradas vicinais (aquelas que ligam as propriedades rurais às rodovias oficiais), outrora cheias de defeitos, com deficiência de trafegabilidade, buracos e sem manutenção, hoje, apresentam uma realidade totalmente inversa no Município de Anápolis. Isto porque a Prefeitura aplica os recursos do georreferenciamento, tecnologia que permite averiguar, em tempo real, a situação de toda a malha viária, sistema utilizado desde junho deste ano.

Anúncio

O projeto resulta em grande importância para a economia da região, pois facilita o escoamento da produção agropastoril, e faz com que os produtos hortigranjeiros cheguem com mais rapidez, segurança e total proteção ao consumidor final, nos estabelecimentos do ramo. Leite; carne; verduras; frutas; aves, ovos e assemelhados vão mais depressa para as feiras, mercados e outros locais de comercialização. Com isso, ganham o produtor, que otimiza seus negócios, o vendedor, que repassa a mercadoria com melhor qualidade e o público consumidor, que tem produtos a tempo e à hora na despensa.

 Casos concretos

A produtora rural Irene Silva, 41 anos, que, ao lado do marido, trabalha em uma chácara destinada a retiros religiosos no Distrito de Goialândia, já percebeu o resultado dessa mudança. Segundo ela, há três anos, o acesso para aquela região era muito difícil. “Quando chovia, não tinha quem arrumasse. Os carros sempre estragavam, pois dependemos das estradas para tudo, tanto os agricultores, quanto as crianças para ir à escola”, conta Irene Silva. Mas, para ela, a realidade mudou. “Hoje, as estradas estão ótimas. A Prefeitura faz um excelente trabalho”, concluiu.

 Trata-se de um serviço simples, eficiente, que não gera custos adicionais para o Executivo e que agiliza, bastante, o trabalho da Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos. Uma equipe da pasta percorre, semanalmente, as estradas vicinais dos distritos de Anápolis e marca em um aplicativo de mapeamento em 3D os problemas encontrados e que necessitam de reparos. 

“Os principais beneficiados são os produtores, com a melhoria das estradas para o escoamento da produção, e os moradores da área rural com vias mais seguras para os deslocamentos de ida e volta à cidade, assim como, para o transporte escolar”, ressalta o diretor de Serviços Urbanos, Jorge Elias. 

Serviço completo

Basicamente, o objetivo é quantificar, em quilômetros, os serviços que foram e precisam ser prestados, entre eles: nivelamento das vias, abertura de saídas da água (‘bigodes’), implantação e reparos de cacimbas (poços para o acondicionamento de água da chuva), bem como, o cadastro e a localização de cascalheiras. Dessa forma, a Prefeitura controla tudo o que é feito. São, aproximadamente, 571 quilômetros de estradas vicinais dentro do território anapolino em trabalho contínuo de manutenção.

Para assegurar a qualidade e a presteza do atendimento, faz-se um rodízio entre os quatro distritos de Anápolis: Interlândia; Goialândia, Souzânia e Joanápolis e seus povoados. Além da manutenção periódica, analisam-se situações de urgências, como ocorre, muitas das vezes, durante o período chuvoso. Recentemente, a equipe fez manutenção nas estradas vicinais de Interlândia (julho/19); Joanápolis (julho e agosto/19) e Goialândia (agosto/19). Desde o mês passado operários, técnicos e máquinas estão no Distrito de Souzânia.

Para a manutenção da malha viária sem pavimentação, a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos conta com duas patrolas, duas escavadeiras grandes, uma escavadeira pequena (bob cat), quatro caminhões caçambas, um caminhão pipa e um veículo pequeno.

You may also like