Anápolis vacina 10 mil idosos contra gripe no primeiro dia de campanha com drive thru

Próxima etapa acontece na quinta-feira (02), com mesmo volume de doses disponível; atendimento domiciliar já vacinou 5 mil pessoas a partir de 60 anos

Por Redação

A chegada de mais um lote de vacinas contra a Influenza, na tarde de segunda-feira, 30, no município de Anápolis, mais que dobra a capacidade de imunização de idosos prevista para esta semana pela Prefeitura. Inicialmente com estoque de 9 mil doses recebidas pelo Ministério da Saúde, a vacinação, organizada este ano em sistema de drive-thru (sem sair do carro), programada para hoje e quinta-feira, 2, alcançará 65% da população idosa do município, considerando dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Repetindo o esquema desta segunda, na quinta-feira, 2, a imunização começa às 9 horas e termina às 16 horas, nos quatro pontos considerados de referência para a vacinação: na rodoviária, na UniEvangélica, na Unidade de Saúde Dr. Ilion Fleury e no Feirão do IAPC (veja o endereço no final do texto).

Apesar das longas filas, o modelo drive-thru está sendo adotado por várias cidades do País, por ser considerado uma alternativa segura para evitar proximidade entre pessoas e, assim, mitigar o risco de transmissão da Covid-19. “Vamos atingir mais da metade da população idosa de Anápolis em apenas duas ações. Considerando que estamos fazendo de uma forma segura, comemoramos o sucesso desse desafio”, diz o coordenador de vigilância sanitária, Júlio César Spíndola.

Anápolis ainda conta com a vacinação domiciliar, realizada com base nos dados das unidades da rede municipal de saúde. Até agora 5 mil idosos foram imunizados sem sair de casa.

Fases

A segunda fase da campanha de vacinação, programada para iniciar no dia 16 de abril, imunizará professores de escolas públicas e privadas, além de pessoas ligadas às forças de segurança e salvamento.

Num terceiro momento, no dia 9 de maio, amplia a quantidade de pessoas: crianças de seis meses a cinco anos de idade, jovens entre 12 e 21 anos que estão em medida socioeducativa e população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional, gestantes, povos indígenas, pessoas com doença crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, e adultos com idade entre 55 e 59 anos de idade.

Profissionais da saúde

Os profissionais da área da saúde, que são parte do grupo prioritário, receberão a vacina no local de trabalho. O coordenador de vigilância sanitária lembra que profissionais da saúde que estão de férias, licenças, atestados e/ou afastados por quarentena devem aguardar o planejamento da próxima semana, com a definição dos pontos de vacinação.

Com informações da Secretaria Municipal de Saúde

You may also like