CMTT: Anápolis tem Fiscalização redobrada nas ruas

Campanha Maio Amarelo é concluída com formatura de agentes de trânsito mirins

Da Redação

Anápolis agora conta com mais de quinhentos novos agentes de trânsito, que estão nas ruas a partir de hoje (28). Com as ferramentas em mãos, bloco de multas e caneta, O objetivo é conscientizar os condutores e pedestres, iniciando dentro de casa. Estudantes da rede municipal de educação eles também são agentes mirins, treinados e formados pela Companhia Municipal de Trânsito e Transporte (CMTT). O projeto marcou a conclusão da mobilização Maio Amarelo de 2019, realizado pela Prefeitura de Anápolis, via CMTT.

Todos os novos agentes mirins são alunos da Escola Municipal Professora Maronita Dias Dourado, no Setor Sul, com idades que variam de 7 à 12 anos de idade. Durante três dias, as crianças praticaram uma série de atividades, dentro e fora da sala de aula, coordenadas por agentes de trânsito e também pelos seus professores.

A atividade predileta dos estudantes foi o circuito sinalizado, montado na quadra da escola, para trafegarem de bicicleta e colocarem em prática a boa conduta nas ruas, seja como motorista ou pedestre. O evento de formatura dos agentes aconteceu nesta terça-feira (28), na própria escola, com a presença do secretário municipal de Educação, Alex Martins.

“Meus pais já me ensinavam sobre os significados das placas de trânsito e aqui eu aprendi muito mais. A parte que mais gostei de praticar aqui no circuito foi parar na faixa de pedestre”, falou alegre o aluno Natanael Almeida Barbosa, 7 anos, da 3ª série. Maria Eliza Coloca, 8 anos, formou agente também, disse que entendeu sobre as normas, a sinalização e já vai ensinar o pessoal de casa que quem desrespeitar as leis será multado.

O bloquinho de multa é fictício, mas o ensinamento é de verdade. “Além de levar as informações para casa, levam para a vida a consciência para um trânsito melhor”, discursou a coordenadora pedagógica da escola, Alessandra Ramos Abadia.

As crianças são a peça chave para a mudança de comportamento no trânsito. “A partir de ações educativas, elas se tornam vetores da informação e impactam a família como um todo, principalmente os adultos. Hoje, elas são nossa ferramenta mais efetiva para causar mudança positiva no trânsito”, enfatizou o diretor de Educação no Trânsito da CMTT, Idan Pinto Brandão.

Celular
A combinação de direção e celular é hoje, um dos vilões mais perigosos quando o assunto é segurança no trânsito, tanto para pedestres, quanto para motoristas. Terceiro maior motivo de mortes no trânsito brasileiro, que cresceu em 400% as possibilidades de acidentes, o uso inadequado do aparelho durante o trajeto é a causa, de acordo Idan Brandão, pois o condutor fica inerte ao perigo, invade outras pistas sem observar, desorganiza o fluxo reduzindo e muito a velocidade ideal, entre outros perigos imprevisíveis. “Além do risco, a infração é categoria gravíssima, resultando em sete pontos na carteira e multa no valor de R$ 294”, informa.

Maio Amarelo
se trata de um movimento internacional de conscientização com proposta única: chamar a atenção da população para o aumento excessivo no índice de mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. Em uma ação conjunta entre poder público e sociedade civil, o intuito é colocar em evidência o tema segurança viária e estimular à todos para discutir o tema de forma efetiva, se envolver em ações e espalhar o conhecimento.

Iniciou no dia 2 de maio, em Anápolis, a campanha teve com simulador de capotamento – um carro fixado em um eixo central que simula a mesma sensação de um acidente de trânsito com capotamento do veículo -, com óculos de realidade virtual, que reproduz a visão da pessoa que usou entorpecentes ou ingeriu bebida alcoólica, blitzen educativas, palestras, oficinas e formação de agentes mirins de trânsito, em várias localidades, com foco em diversos públicos, de crianças a adultos.

Fotos: Renato Lopes – Dircom

You may also like