Com muita emoção, Câmara inaugura galeria Vilma Rodrigues

Há exatamente um ano, Anápolis perdia a vereadora Vilma Rodrigues. Durante o seu mandato, Vilma propôs importantes projetos de leis em favor dos idosos e pessoas em tratamento contra o câncer. Para lembrar a importância desses projetos, a vereadora Thaís Souza (PSL), teve a iniciativa de fazer a “Galeria Vilma Rodrigues” com as leis de sua autoria. A inauguração aconteceu na manhã dessa quinta-feira (14), no plenário Teotônio Vilela.

Thaís Souza, além de melhor amiga da Vilma, era chamada de Filha pela vereadora. Sua intenção em idealizar a galeria, foi ressaltar a colaboração da parlamentar com a cidade, principalmente nas áreas de saúde e social, enquanto esteve na Câmara Municipal de Anápolis.

“Ela se dedicou em aprovar matérias que beneficiem o tratamento de pacientes com câncer na cidade, e também de acolhimento a idosos. A Dona Vilma é um exemplo a ser seguido por todos nós. Tenho certeza que ela jamais será esquecida”. Disse Thaís.

Participaram da inauguração, vereadores, familiares e o prefeito Roberto Naves (PTB). O prefeito ressaltou que muitas pessoas acreditavam que o sucesso eleitoral da vereadora Vilma, advinha do trabalho que seu filho, delegado Manoel Vanderic, desenvolvia na cidade.

“Mas ficou comprovado que a vitória nas urnas de Vilma, não era fruto do Manoel Vanderic, mas Manoel Vanderic era fruto de Vilma Rodrigues, e tenho certeza que ele se orgulha muito de ser reconhecido por isso”, destacou Roberto.

Vilma Rodrigues morreu aos 57 anos, no dia 14 de março de 2018, após um mês e meio de internação no Hospital Araújo Jorge em Goiânia. A vereadora tinha sido  diagnosticada com um craniofaringioma, um tumor benigno localizado na base do cérebro, em uma região muito delicada.

Vilma foi eleita pelo PSC, com 3.557 votos em sua primeira eleição disputada, em outubro de 2016. Ela entrou para história política da cidade como a mulher mais bem votada entre todas as eleições municipais já realizadas.

You may also like