Prefeitos de Goiás discutem logística e desenvolvimento com ministro da Infraestrutura

Por Keissiane Seabra 

A recuperação do trecho da BR 080 que passa pelos municípios goianos de Amaralina, Alto Horizonte, Bonópolis, Mara Rosa, Nova Iguaçu de Goiás, São Miguel do Araguaia e Uruaçu, e a duplicação da BR 153 são prioridades para o Governo Federal. A garantia foi dada pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, em reunião com oito prefeitos do estado, nesta quarta-feira (17), articulada pelo Deputado Federal Vitor Hugo.

A Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) também foi tema da reunião. O ministro disse que o estado e os municípios devem lutar para a ferrovia ficar em Goiás. “É todo mundo de mão dada. Tem outros estados disputando a Fico.” A reunião também contou com a presença da deputada federal e coordenadora da bancada de Goiás na Câmara, Flávia Morais, e do deputado federal Delegado Valdir.

Ele também comentou sobre a importância do apoio dos prefeitos e vereadores à Nova Previdência, que vai trazer confiança para a economia e atrair investimentos estrangeiros. “Se passar, os investimentos vêm e a receita aumenta. Crescimento é questão de atitude. Se o Brasil tiver uma atitude de crescer, vai crescer muito”, afirmou.

BR 080 e BR 153

No caso da BR 080, o ministro disse que o projeto executivo está em fase de conclusão. “As obras devem começar em 2020”, previu. A rodovia é fundamental para a Ferrovia Norte-Sul, explicou o ministro. “Cargas de grãos de Goiás são levadas pela estrada até a Norte-Sul e, depois, para exportação.”

Sobre a BR 153, o ministro disse que a rodovia receberá manutenção ainda em 2019. Segundo ele, “a ideia é que a rodovia concedida entre em operação até o final do ano que vem”. A manutenção já foi contratada. “Vamos pagar com recursos reforçados pela bancada de Goiás viabilizou”, elogiou. A consulta pública para o leilão será realizada até o fim de maio e o ministro disse que é importante a participação dos prefeitos e vereadores. “É fundamental que as lideranças tragam o que o nível federal não percebeu na modelagem”, comentou.

Anúncio

You may also like