UEG investe mais de R$ 1 milhão para oferecer acesso à internet a 3.500 estudantes carentes

Durante lançamento do programa Bolsa Conectividade, o vice-governador Lincoln Tejota relembrou como a educação transformou a história da sua família 

Por Redação

O vice-governador Lincoln Tejota prestigiou na manhã desta quarta-feira (23), o lançamento do programa Bolsa Conectividade da Universidade Estadual de Goiás (UEG). A iniciativa vai beneficiar estudantes que não têm condições financeiras de contratar serviços de internet para acompanhar as aulas remotas nesse período de isolamento social causado pela pandemia do coronavírus. Mais de R$ 1 milhão estão sendo investidos no programa.

 De acordo com o reitor interino da UEG, professor Valter Campos, essa é uma resposta à demanda dos grupos estudantis que procuraram a reitoria para reivindicar ajuda aos colegas mais carentes, que estão excluídos do processo educacional por não conseguirem acessar os conteúdos ministrados à distância. “Verificamos que cerca de 3,5 mil alunos não possuem condição de arcar com a conectividade para continuar seus estudos durante a pandemia”, explicou Valter Campos.

Anunciado nesta quarta-feira (23), o edital do programa deve ser lançado até início do mês de outubro. Serão pagas três parcelas mensais de R$ 100 para cada aluno, que se encaixe nas exigências do edital e tenha perfil de vulnerabilidade social. O auxílio terá destinação exclusiva para contratação de planos de internet. “Essas ações têm poder disruptivo muito grande, têm o poder de transformar a vida das pessoas e dão novos futuros”, afirmou Tejota antes de relembrar a história da sua família, que foi transformada depois que seu pai procurou ajuda para cursar direito e se tornou um grande profissional da área jurídica.

Com informações da Vice-Governadoria

You may also like