Balanço dos 60 dias de enfrentamento ao coronavírus em Anápolis

Por Danianne Marinho

Estamos completando sessenta dias do anúncio das primeiras medidas para a enfretamento ao Coronavírus em Anápolis. O prefeito Roberto Naves, mesmo sem nenhum caso confirmado no município, planejou os protocolos de ação para atendimento a casos de COVID-19, anunciou medidas preventivas e deu ponta pé inicial na definição de ações de responsabilidade do poder público municipal para ajudar na prevenção, assistência, enfrentamento e controle da doença.

De imediato o município criou cinco Unidades de Referência em Coronavírus (URC), que foram instaladas nas Unidades de Saúde da Vila União, do Recanto do Sol, do Bairro São José e do Bairro de Lourdes – estas com atendimento das 7 horas às 22 horas, todos os dias, e na Unidade do Parque Iracema, com atendimento 24 horas. O funcionamento destas unidades passou a ser realizado exclusivamente para casos relacionados ao coronavírus.

Anúncio

As URC´s contam com equipes de saúde qualificadas para urgência e emergência em coronavírus e também com duas equipes volantes, compostas por médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem. As URC´s passaram a dar suporte para os postos de saúde da cidade num momento onde os profissionais de todo país tinham muitas dúvidas sobre como e onde receber os pacientes para triagem e diagnósticos nestes casos. Com as Unidades de Referência e as Unidades Volantes a população pode se deslocar com segurança e destino certo quando necessário, aguardar em casa sem realizar deslocamentos desnecessários e ainda contar com suporte periódico nos casos suspeitos e confirmados com visitas domiciliares diárias e acompanhamento via telefone. As ações foram sendo construídas dia a dia em consonância com os governos estadual e federal, seguindo protocolos internacionais.

Todos os profissionais da atenção primária à saúde receberam capacitação. A médica infectologista da rede pública municipal Deborah Mota, passou todas as orientações necessárias para reconhecer casos suspeitos e tomar as medidas cabíveis dentro das unidades. Já havia clamor popular e as aulas municipais foram suspensas. Servidores com mais de 60 anos liberados para trabalhar em casa e determinada a contratação de mais profissionais de saúde para reforçar o atendimento. Todos os detalhes foram pensados e as medidas foram tomadas antes mesmo de termos algum caso confirmado.

Por meio do uso da telemedicina, foi criado o ZAP DO CORONA que permitiu atendimento inicial sem sair de casa. O sistema passou a funcionar todos os dias da semana, 24 horas por dia, com profissionais da área da saúde treinados para oferecer um atendimento de precisão. O paciente com sintomas gripais passou a contar com atendimento pelo celular através do portal do ZAP DA PREFEITURA e escolher o grupo de informações sobre o coronavírus. Ao entrar, o usuário é atendido por um profissional de saúde capacitado, cuja conversa é realizada de modo privado. Médicos permanecem na área do ZAP DO CORONA para orientar os casos. Quando há necessidade de uma assistência mais apurada, como sintomas de cansaço e falta de ar, o atendimento, nesse caso, é feito em vídeo, utilizando a ferramenta do próprio WhatsApp. Essa ferramenta garantiu e ainda garante assistência de saúde facilitada orientando o cidadão a sair de casa com segurança ou acionando uma Equipe Volante para atendimento em casos suspeitos ou confirmados.

Em uma ação de prevenção, foi aberto o Centro Exclusivo de Internação para pacientes do Coronavírus. Unidade no prédio do antigo Colégio Carmo que pode contar com 46 leitos de internação com 6 leitos de semi-UTI, utilizando parte dos 14 ventiladores com monitores digitais adquiridos pela Prefeitura para o combate ao vírus.

Foi realizado no modelo drive-thru a vacinação contra a gripe. A medida contribuiu para evitar as aglomerações com o objetivo de proteger nossos idosos com idade a partir de 60 anos.

Também foi criado o ZAP DO SOCIAL para atender a população que necessita de cestas básicas ou informação sobre o auxílio emergencial. Ao fazer o pedido, o solicitante responde um questionário simples, que realiza cruzamento de dados, e vai apontar o grau de vulnerabilidade da família. Benefício muito importante de assistência àquelas pessoas que estão passando dificuldades com a redução das atividades econômicas em decorrência da quarentena.

O prefeito anunciou no dia 27 de abril novo decreto municipal sobre o enfrentamento ao novo coronavírus. O documento publicado no Diário Oficial compilou em um único decreto uma síntese de uma nova convivência em sociedade após o surgimento da Covid-19 em nosso meio.

O decreto elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde chefiada pelo Médico Lucas Leite leva em conta três cenários de risco sendo eles de baixo, moderado e alto, orientados por diretrizes da Organização Mundial da Saúde, estabelecendo relação entre a incidência de casos e a proporção de leitos de UTI ocupados por pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Documento importante que pode servir de bússola para que possamos conviver em sociedade estabelecendo uma dinâmica social com cuidados resguardando a vida e também reduzindo danos na economia, inevitáveis no mundo inteiro, mas que pode ser mitigada a ponto de minimizarmos seus impactos o máximo possível. Cabe agora nós da sociedade em geral nos conscientizarmos para não termos que enfrentar um confinamento, o que seria trágico para todos! Lembrando que decretos municipais são restritos a micro e pequenas empresas e empresas individuais, ficando as demais reguladas por decreto do governo estadual.

Nestes sessenta dias Anápolis notificou 79 casos confirmados. Média de 1,32 novos casos ao dia. Bem inferior aos 14,6 casos novos em média por dia em goiás e 148,4 no Brasil.

Até boletim do dia 11 de maio de 2020, A Secretaria Municipal de Saúde comunicou a cura de 36 dos 79 infectados. Até as 17h dessa segunda-feira a cidade contava com 906 casos suspeitos, sendo que apenas 05 estavam internados e 901 em isolamento domiciliar. Dos confirmados, apenas três estavam internados. Desde o início da pandemia o município registrou apenas 02 óbitos de pacientes moradores da cidade e 436 suspeitas foram descartadas por exame laboratorial.

Este cenário favorável só foi possível porque houve ações preventivas da prefeitura municipal com a contribuição da sociedade anapolina. Tudo indica que estamos longe de vencer a pandemia no mundo inteiro, porém Anápolis tem conseguido minimizar os danos.

O grande desafio gestor em todo o Brasil e em Anápolis não tem sido diferente é manter esse nível de controle, ampliar a oferta de testes confiáveis a população, pois o mundo tem tido problemas de confiabilidade na testagem. Buscar manter a disponibilidade de Equipamento de Proteção Individual (EPI´s) em quantidade que garanta a segurança dos profissionais de saúde e da comunidade.

Foram muitos os desafios nestes sessenta dias e muitos estão ainda por vir. E confiamos que a prefeitura municipal continuará agindo com responsabilidade para salvar vidas e a sociedade tome as medidas sanitárias necessárias, reduzindo a dinâmica social cumprindo com sua parte para que estes números continuem nos dando a certeza de que iremos juntos vencer o novo coronavírus. 

Danianne Marinho
Professor no Curso de Medicina da UniEvangélica
Membro da coordenação do ZAP CORONA da Prefeitura de Anápolis

You may also like