Entregue a obra que eliminou erosão histórica em Anápolis

Depois de três décadas, finalmente, a “Erosão da Vila Formosa” é coisa do passado

Por Portal Anápolis

O programa de combate a erosões urbanas em Anápolis concluiu mais uma etapa, provavelmente o seu maior desafio dos últimos tempos. Trata-se do projeto de erradicação e tratamento regional da chamada “Erosão da Vila Formosa”, deformidade geológica que atingiu o setor ao longo de muitos anos e que nunca havia conseguido uma solução definitiva.

Ressalte-se que, por administrações seguidas, foram aplicados recursos para o livramento da comunidade local das ameaças de desabamentos de casas, obstrução de ruas e avenidas (principalmente a Avenida Federal e a Avenida Presidente Vargas) importantes vias para a logística do trânsito naquela parte da Cidade. Foram várias as tentativa, todas, lamentavelmente, infrutíferas.

Imagens: Prefeitura de Anápolis

Nova dimensão

Agora, depois de, exatamente, um ano, com a aplicação de recursos na ordem de R$ 9 milhões, verbas federais, com a contrapartida de recursos da Prefeitura, finalmente, o pesadelo foi afastado. As avenidas beneficiadas diretamente com este controle, demandam a regiões importantes, como os bairros às margens da BR 060, principalmente criando-se um acesso alternativo para a ligação com a Universidade Estadual de Goiás (UEG). Além, disso, a obra permitiu a valorização imobiliária do setor e afasta os riscos de acidentes. Outro investimento da Prefeitura, na mesma área, é a formação de um parque temático, aproveitando-se uma reserva ambiental nativa existente no setor, inclusive, com várias nascentes que foram, totalmente, preservadas.

A obra da erradicação da erosão tem 90 metros de extensão. São, ao todo, 16 degraus de quedas d´água. Nela formou-se um dreno profundo de 845 metros, o que vai possibilitar a captação e canalização de toda a água oriunda das chuvas, o que impedirá a saturação do solo, segundo a Secretaria de Obras e Serviços Urbanos. Para se ter uma ideia, a capacidade de captação de água pluvial aumentou em oito vezes. As ruas próximas à obra, que não contavam com rede de captação de esgotos e de águas pluviais, também, receberam os ramais necessários.

Origem

A “Erosão da Vila Formosa” começou a ganhar maiores dimensões desde que o setor foi urbanizado, com o surgimento de novos bairros em suas proximidades. O principal deles, a IV Etapa da Vila Formosa, cujas obras determinaram a escavação de encostas dos morros ali existentes. Antes, mesmo com o declive acentuado, só havia (até o início da década de 70) a linha férrea, que ligava a Estação Central (Praça Americano do Brasil), à Estação “General Curado” (no DAIA). Com a urbanização, o tráfego de veículos aumentou sensivelmente abalando as estruturas do terreno, o que passou a ocasionar o enfraquecimento do solo. Aliado às fortes enxurradas que desceram as encostas durante anos, sem qualquer dreno, o problema se agravou a ponto de ameaçar toda a parte urbanística da região. Isto, agora, entretanto, é coisa do passado, segundo disse o Prefeito Roberto Naves, na entrega da obra na manhã do último sábado, dia 18.

.

You may also like