Presidente concede medalha a militar premiada pela ONU por defesa de gênero

A capitão Marcia Andrade recebeu prêmio por trabalho na Missão de Paz Centro-Africana

O presidente da República, Jair Bolsonaro, condecorou nesta sexta-feira (5) com a medalha da Vitória, a Capitão de Corveta Marcia Andrade Braga, da Marinha do Brasil.  No final de março, a capitão recebeu o prêmio de Defensora Militar do Gênero da ONU, por seu trabalho na Missão de Paz das Nações Unidas na República Centro-Africana (MINUSCA).

A condecoração é destinada a militares e personalidades civis que tenham, dentre outros feitos, prestado serviços relevantes na atuação em missões de paz. A comandante ajudou a construir uma rede de assessores treinados para questões de gênero dentro das unidades da missão, promovendo equipes mistas de homens e mulheres para fazer as patrulhas.

“É uma grande honra como militar, como brasileira. Claro que a questão de ser mulher tem uma grande simbologia, porque estamos cada dia participando mais das missões de paz, até mesmo pra servir de inspiração para outras mulheres possam pensar na carreira militar, pensar em participar de uma missão na ONU”, disse a militar em entrevista à TV Marinha.

Cerimônia

Na mesma solenidade, os Ministros do Superior Tribunal Militar, Almirante de Esquadra Carlos Augusto de Sousa, e o Tenente Brigadeiro do Ar Francisco Joselini Parente Camelo, receberam medalha de 50 anos de serviços

Durante a cerimônia, 61 generais foram promovidos, 28 da Marinha, 18 do Exército e 15 da Aeronáutica. O presidente Bolsonaro reforçou o compromisso de colocar o Brasil na posição de destaque que o país merece e parabenizou os oficiais. “É uma honra estar à frente da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, instituições que têm um compromisso com o povo, com a democracia e com a liberdade”, disse.

Fonte: Planalto
Foto: Marcos Corrêa/PR

You may also like