“Anápolis tem potencial para ser maior ponto logístico do Centro-Oeste”, disse Ronaldo Caiado

Da Redação

Em sua primeira visita oficial à cidade de Anápolis, sua terra natal enquanto governador, na última quinta-feira (11), o Governador Ronaldo Caiado teve encontros com lideranças políticas de Anápolis para apresentar projetos, e conforme destacou, “articular ações que estejam em sintonia com as demandas dos conterrâneos”. A abertura de diálogo foi classificada como ‘essencial’ pelos anapolinos, já que foram tratados assuntos que movem a economia da cidade, como o Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia) e o Aeroporto de Cargas.

O governador foi recebido pelo prefeito Roberto Naves, vereadores, e empresários. No encontro, o governador reforçou que Anápolis é um ponto estratégico de Goiás, e que com a privatização da Ferrovia Norte-Sul, vai ganhar ainda mais evidência no cenário nacional. “Anápolis tem potencial para ser o maior ponto logístico do Centro-Oeste brasileiro”, disse o governador, ao demonstrar disposição para realizar projetos em conjunto com o executivo municipal.

Roberto Naves agradeceu o compromisso de Caiado com Anápolis, e ressaltou que essa parceria entre o poder público municipal e estadual, é um exemplo de como se fazer política. “Estamos provando que os interesses da população anapolina têm que estar acima dos interesses partidários e pessoais. Pode ter certeza, governador, que a cidade de Anápolis está muito feliz com o senhor”, reforçou.

Infraestrutura
Em entrevista coletiva, o governador Ronaldo Caiado informou que está buscando parcerias com a iniciativa privada, para desenvolver o projeto de ampliação e reestruturação do Distrito Agroindustrial de Anápolis (Daia). “Não tem mais espaço para o governo ficar investindo bilhões de reais em obras de infraestrutura. É hora de buscar parcerias público-privadas para que possamos alavancar o Brasil”, explicou.

Já Roberto Naves endossou a postura do governador no que diz respeito a buscar investimentos para Goiás. “O governador está trabalhando diuturnamente por Anápolis, em especial o Daia, e sabemos que já determinou que o secretário Wilder Morais dialogue com as empresas a respeito dos incentivos fiscais. Não é, de forma alguma o objetivo desse governo, permitir a saída de indústrias de Anápolis, e sim trazer cada vez mais interessados”, comentou Roberto Naves.

Um assunto que também preocupa os anapolinos, o Aeroporto de Cargas esteve em pauta durante visita de Caiado. A obra, cuja previsão de entrega era 2014, está inacabada. O governador defende que a estrutura possa ser submetida a um leilão, nos moldes do que ocorreu com a Ferrovia Norte-Sul. “Tenho pedido ao ministro Tarcísio Gomes (da Infraestrutura), que nos ajude a alavancar uma obra que custou mais de R$ 420 milhões. Não sei como, mas custou. Precisamos fazer com que isso, tenha um retorno para a sociedade goiana”, finalizou.

You may also like